Livros da Primeira Metade de 2021

Ler foi um hábito que em mim renasceu das cinzas como uma fénix, trazendo consigo mundos e tempos que não o meu. Redescobri em mim a necessidade de ler para criar mais, para ver para além do que me rodeia e do que é palpável.

Ler é um exercício que nos obriga a imaginar cenários, desmistificar personagens e resolver mistérios. Obriga-nos a pensar para além das palavras e frases que preenchem as páginas do livro.

Em Janeiro, comecei o ano a apresentar-vos a lista de livros que tencionava ler em 2021. Ambiciono ler “no mínimo” 24 livros, contudo o ano vai a meio e não consegui ler nem metade. Porém com o inicio do sétimo mês do ano, achei que seria interessante falar convosco sobre como vai o meu progresso neste desafio.

Um desafio de leitura ao qual me submeto pelo segundo ano consecutivo, a ver se é desta que consigo atingir o número de livros esperado. Tem sido um desafio e tanto, mas o meu gosto pela leitura tem regressado e dou por mim a ficar presa aos livros como já não me lembrava de ficar.

Aliás, o bichinho da leitura voltou de tal forma que já me dediquei a criar uma conta no Goodreads, para organizar os meus hábitos de leitura e de certa forma criar uma “estante digital” com todos os livros que já li, saber quais tenho e quais me foram emprestados e se na altura gostei ou não de os ler.

Graças a isso descobri que grande parte dos livros que habitam nas minhas estantes foram comprados entre 2010 e 2011, tinha eu 14 e 15 anos, são todos do género fantástico, com capas pretas e títulos muito idênticos. Enquanto que os que li e adquiri ao longo de 2020 e 2021 são todos com capas bastante díspares, de vários géneros literários e a diversidade de mundos e histórias é muito maior. Agora gosto de ler muito mais do que sobre seres sobrenaturais e míticos, gosto bastante de policiais, comédias românticas, romances históricos e thrillers.

É engraçado ver o quanto mudamos ao longo do nosso processo de crescimento.

Hoje vou então falar-vos sobre os livros que li nos últimos seis meses e os que já estão em lista de espera na mesinha de cabeceira. Contar-vos o que achei sobre cada um e quais as minhas “avaliações”.

8/10 ⭐

Catherine sonha ser a pasteleira mais amada de Hearts (Copas), mas os pais e o rei sonham que ela seja a Rainha de Copas. Um dia, num sonho, é visitada por um estranho encantador de olhos amarelos que a deixa curiosa e enfeitiçada e tudo o que achava ter traçado para si, deixou de existir.

A história por trás da frase icónica da Rainha de Copas: “Cortem-lhe a cabeça!”.

Vou ser honesta, comprei o livro pela capa e pelas reviews que vi no Instagram. A verdade é que ainda bem que o comprei. A história é cheia de reviravoltas, romance, mistério, comédia e drama. Tudo em doses perfeitas e bastante equilibradas.

Gostei imenso!

8/10 ⭐

Sam e Grace são dois adolescentes que vivem um amor impossível. Um romance que poderia ser considerado normal, até que chega o inverno e Sam vê-se obrigado a transformar-se em lobo e a regressar para junto da alcateia.

A história do amor impossível entre seres de dois mundos diferentes.

Este primeiro livro de quatro, prendeu-me por completo. A escrita é tão fluída e envolvente que sem dar por ela li o livro em dois dias.

Gostei imenso!

6/10 ⭐

Em Shiver, Grace e Sam, conhecem-se, apaixonam-se e ultrapassam as barreiras impostas pelo mundo. Em Linger, têm de tentar perceber como sobreviver e lutar pelo amor que tudo e todos tentam terminar. Uma luta com o destino, com o tempo, com a família e com o passado. Guardando o segredo que pode comprometer a segurança de toda a alcateia.

A continuação de uma história de amor impossível.

Existem livros que sozinhos eram incríveis. Shiver é um desses livros. Apesar de este segundo ser bom, não chega aos calcanhares do anterior e faz-me questionar se a história não teria ficado incrível se tivesse ficado apenas pelo primeiro livro…

Mas não posso dizer que não gostei, gostei, mas desiludiu-me um pouco.

7/10 ⭐

Sam e Grace, vêem-se mais uma vez confrontados com o mundo que tenta destruir a alcateia. Entre as transformações de Grace e o apoio de duas personagens improváveis, conseguirá Sam encontrar a cura para Grace e salvar a sua família ao mesmo tempo?

A continuação de Shiver e Linger, o terceiro livro de quatro e o último traduzido em português. Mais uma vez, serviu para confirmar que a história deveria ter terminado no primeiro e que é um pouco mais do mesmo, mesmo se acho que este é um pouco melhor do que o anterior.

Li-o porque já o tinha comprado e porque não gosto de deixar coleções a meio. Mas não sei se irei ler o quarto livro assim que estiver traduzido…

8/10 ⭐

Ele é um duque infame, habituado a conseguir tudo o que deseja até a conhecer e não conseguir sequer arrancar-lhe o nome. Mas ela não é nenhum anjo, é uma ladra aposentada que se vê a ser puxada pelo passado.

Gostei tanto ou mesmo mais do que o primeiro da trilogia, para ser sincera. As personagens têm personalidades fortes e as mulheres tentam conquistar a independência em eras em que tal era impensável.

Li-o numa questão de meia dúzia de dias e levou-me a comprar o último livro da trilogia, mal terminei de ler a última página.

Gostei imenso.

10/10 ⭐

Katy é uma jovem de 23 anos que sonha com uma vida em Londres, longe da pacata terra onde vive e do temperamento difícil da sua mãe. Enquanto não consegue fugir, acompanha a vida de Gloria Reynolds, a sua vizinha da frente. Quando Gloria morre num misterioso incêndio na sua casa e o pai de Katy é o único suspeito, ela decide que irá mover mundos e fundos para provar a sua inocência, nem que isso signifique arriscar a própria vida.

Começo a acreditar que Lesley Pearse é uma daquelas autoras infalíveis. Todos os seus romances me prendem e fazem querer ler mais.

O «Em Nome do Amor» é um romance, repleto de mistério e com uma leitura muito fluída. Personagens muito ricas e complexas, um enredo fantástico, tudo nas doses perfeitas.

Amei!

10/10 ⭐

Laura tinha apenas cinco anos quando testemunhou a morte de toda a família, contudo o choque apagou-lhe todas as memórias. Quinze anos mais tarde, a poucos dias do dia da execução, surge a dúvida se quem está atrás das grades é o verdadeiro assassino.

Um thriller apaixonante que nos permite ver como funciona a mente de um assassino em série. É incrível e ao mesmo tempo aterrador.

Fiquei presa ao livro, li-o no espaço de 24 horas. Comprei-o por curiosidade e fiquei deslumbrada.

Amei!

9/10 ⭐

Jane é uma jovem orfã que desde sempre se sentiu à parte no mundo. Repudiada pela tia, estudou e viveu a sua juventude num colégio de regras rígidas e com más condições, onde se tornou professora. Quando a única pessoa que a ligava ao colégio se casou, procurou um lugar como precetora e acabou numa mansão, a trabalhar para o orgulhoso Edward Rochester. Por quem todos os dias o seu afeto cresce até que que se transforma numa grande paixão.

Um romance que há muito queria ler. Adorei a minissérie e o filme de 2014, pelo que, sendo uma fã de romances históricos, achei que iria ser a minha cara e não me enganei.

Adorei!

9/10 ⭐

Ela pretende recuperar as terras que a coroa inglesa tomou da sua família depois da batalha de Culloden, mas para isso tem de provar que lhe pertencem. Ele é o atual proprietário das terras que ela proclama serem suas. Um duque conhecido pela descrição e pelo controlo férreo, pelo qual ela não se mostra rendida aos seus encantos, deixando-o intrigado. Numa contínua disputa sobre quem é ou não é o proprietário daquelas terras, o dever e o desejo colidem.

O último livro da trilogia da «Sociedade dos Duques Decadentes» é talvez, atrevo-me a dizer, o meu preferido. A história é profunda, o romance surge não só pelo desejo, mas sim também através do vinculo que os vai unindo ao longo do caminho.

E aqui está, a lista dos livros lidos nesta primeira metade do ano. Se continuar neste ritmo ainda consigo superar com certeza os doze livros de 2020.

Neste momento estou a ler o «Crónica de Caprichos e Paixões» de Julia Quinn e o «Antes de te Conhecer» de Lucie Whitehouse. E na mesinha de cabeceira já se encontram em lista de espera mais três livros.

Acredito mesmo que desde que comecei o desafio no ano passado, tem renascido em mim o bichinho da leitura e sinto o entusiasmo crescer a cada livro terminado e arrumado na estante.

Estes foram os meus livros da primeira metade de 2021. E vocês, o que andam a ler?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: