Tarte de Limão e Merengue

No inicio do ano, li um livro que me fez realmente crescer água na boca com as descrições pormenorizadas de cada maravilha cozinhada pela protagonista. De tartes de limão, a macarons de rosa e tartes de abóbora, todas estas delícias me levavam a salivar a cada palavra.

Heartless, de Marrisa Meyer, é um livro magnifico que narra a história da juventude da Rainha de Copas. Uma vilã por todos nós conhecida do conto e filmes da «Alice no País das Maravilhas».

Ao longo da narrativa vamos conhecendo a jovem Catherine, que sonha, juntamente com a sua aia, ter uma pastelaria onde venderia as melhores criações gastronómicas de toda Hearts (o reino onde vive). Percebemos que o caminho de Catherine até se tornar na Rainha de Copas é longo e cheio de contratempos, que a levam de ser uma menina doce e sonhadora até ser a implacável rainha, cuja frase preferida é «Cortem-lhes a cabeça!».

Este livro começa com uma bela descrição de uma tarte de limão que Catherine prepara com os limões que nasceram de um sonho. Essas tartes são o principio do romance e o momento em que verdadeiramente ficamos presos ao livro. Pelo que decidi recriar as tartes de limão do livro e criar um novo tema no blog «Do Livro para a Mesa», na sequência do já existente tema no blog, «Do Ecrã para a Mesa», onde partilho receitas inspiradas por filmes e séries.

Agora sem mais demoras, se quiseres recriar esta magnifica Tarte de Limão em casa, vais precisar de:

Ingredientes:

Para a base:

  • 1 folha de massa folhada

Para o recheio:

  • 1 chávena de açúcar
  • 1/2 chávena de Maizena
  • 1/4 colher de café de sal
  • 2 chávenas de água
  • Raspas de 2 limões
  • 4 gemas
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • Sumo de 2 limões

Para o merengue:

  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 4 claras
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 1 pitada de sal

Como fazer:

Para a base:

Primeiro coze-se a massa folhada. Para tal, forra-se uma tarteira com a folha de massa folhada. Com um garfo, pica-se bem a massa para evitar que ela cresça muito. Coloca-se uma folha de papel vegetal sobre a massa folhada e algo que faça pressão sobre a mesma (uma terrina de barro, feijões, pedras lavadas ou até mesmo arroz). Leva-se ao forno, pré-aquecido a 180º, durante 20 minutos ou até que esta fique dourada. Tira-se do forno, retira-se o papel vegetal e o que se usou para fazer peso e deixa-se arrefecer.

Para o recheio:

Para o recheio eu aconselho a que preparem todos os ingredientes de forma a estarem à mão, no momento em que se precisa deles. Por isso, numa panela pequena, colocamos o açúcar, a maizena, o sal e as raspas de limão. Separam-se as gemas das claras para duas taças distintas, mexe-se as gemas e reservam-se as duas taças. Espreme-se o sumo de limão para um copo e reserva-se.

Colocamos a panela com o açúcar ao lume, junta-se a água e com uma varinha de arames envolve-se tudo muito bem. Deve-se mexer constantemente a mistura até que ela engrosse, o que leva cerca de 20 a 30 minutos a suceder.

Não cedam à tentação de juntar mais maizena para acelerar o processo, o sabor vai alterar-se e nada como uma boa dose de paciência para atingirmos a perfeição.

Quando engrossar junta-se o sumo de limão e mexe-se até engrossar novamente.

Retira-se a panela do lume e com uma colher de sopa retira-se um pouco da mistura de limão e junta-se às gemas, as quais deveremos mexer rapidamente para não cozinharem e formarem grumos. Adiciona-se mais uma colher e mexe-se bem. O objetivo é levarmos as gemas a “habituarem-se à temperatura” do creme de limão. Depois junta-se as gemas ao creme na panela e mexe-se muito bem com a varinha de arames. Quando estiver bem misturado, adiciona-se então a manteiga e mexe-se até que fique um creme homogéneo. Verte-se o recheio de limão sobre a massa folhada e reserva-se.

Para o merengue:

Numa taça junta-se as claras, o açúcar e o sal e com a batedeira elétrica, bate-se até que as claras formem picos. Adiciona-se a essência de baunilha, bate-se mais um pouco. Com a ajuda de uma espátula, cuidadosamente, tapa-se o recheio de limão com as claras, até que toda a tarte fique bem coberta.

Leva-se a tarte ao forno, durante 10 minutos ou até a parte de cima ficar “morena”.

Deixa-se arrefecer durante 3 horas ao natural e depois leva-se ao frigorifico até ao dia seguinte.

A tarte come-se sem sacrifício ao fim de uma hora no frigorifico, contudo, fica muito mais saborosa depois de ficar a noite toda a refrescar.

E voilá! Uma Tarte de Limão e Merengue das páginas de Heartless, diretamente para a vossa mesa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: