Limpeza de “Primavera” | Closet

Limpezas de primavera, antes da primavera começar. Inspirada por um dia belo de sol, quase primaveril, que contrastou imenso com os dias que lhe haviam antecedido, decidi virar Marie Kondo e pus toda a minha roupa fora dos armários e gavetas de cómodas. Quando eu digo tudo, é tudo mesmo.

Quando era mais nova, detestava fazer este tipo de limpezas. Detestava ver as roupas de que gostava, mas que não me serviam, seguir o seu rumo sem mim. Odiava ter de tirar roupa do armário e preferia não perder o meu dia inteiro com algo desse género. À medida que fui crescendo, a tarefa tornou-se menos tortuosa e era mais simples desfazer-me do que já não me fazia falta.

Normalmente, costumava dedicar-me secção a secção do roupeiro e da cómoda, para não misturar muita coisa num só espaço e tornar o processo mais célere. Este ano decidi dar uma oportunidade ao método da Marie Kondo. Algo que me arrependi poucos segundos depois de ver a minha roupa toda empilhada em cima da minha cama. O caus extremo é algo que me dá comichão e me deixa num estado de ansiedade irritativa.

Esvaziei tudo. Toda a minha roupa se transformou num grande monte de tecidos diversos e sem qualquer tipo de ordem. Deitei as mãos à cabeça, ponderei qual seria o problema de deixar a roupa assim ali para o resto da minha existência… A ideia evaporou-se num instante. Eu iria seguir o método e iria ficar satisfeita no final. Eu sabia-o.

Liguei a música na coluna, abri a janela do quarto para que o sol entrasse, arregacei as mangas, limpei as gavetas e o armário e lancei mãos à obra.

1 . DEFINIR O MEU FUTURO LIFESTYLE

Antes de começar a descartar roupa como se não houvesse amanhã, existe todo um processo de preparação psicológico e emotivo a ter em conta. É preciso estarmos empenhados na limpeza que estamos prestes a fazer e ganhar consciência que aquela limpeza não se destina apenas ao nosso armário, como também à nossa vida.

Ao termos esta consciência, devemos imaginar qual é o futuro que pretendemos para nós e o estilo de vida que queremos alcançar. O roupeiro com que ficamos no fim deste processo deve refletir quem somos, quem queremos ser e o nosso estilo de vida futuro. Profundo, certo? Mas se pensarem bem, faz todo o sentido.

2 . TRIAGEM

Segundo a Marie Kondo, apenas devemos manter as peças que nos fazem felizes e devemos despedir-nos daquelas que já não são capazes de contribuir para a nossa felicidade. Por isso dividi as roupas por três montinhos diferentes:

  • Roupa a manter – aquela que me traz felicidade;
  • Roupa para doar – roupa em boas condições que já não têm lugar na minha vida;
  • Roupa cuja vida já findou – roupa danificada e que já não se encontram em condições de ser doadas.

A roupa a manter coloquei-a num montinho mais à parte. Enquanto as restantes foram ensacadas e devidamente etiquetadas com respetivo fim.

3 . ORGANIZAÇÃO

No fim da triagem, em cima da minha cama, apenas permaneceram as roupas que iriam regressar ao roupeiro ou às gavetas. Neste momento devemos separá-las consoante o seu tipo: fatos de treino, roupas de andar por casa, camisas, lãs, partes de baixo, pijamas… Perceberam a ideia.

Neste passo, não dobrei a roupa segundo o método da Marie Kondo. Eu gosto das minhas roupas dispostas e dobradas de uma certa forma. Pelo que este último passo passa por arranjar o devido lugar para cada tipo de roupa e organizá-la de forma a que interfira o mínimo possível com o meu dia-a-dia. As coisas que saem mais vezes devem estar mais acessíveis, por exemplo.

4 . CONCLUSÕES

O meu objetivo este ano era tentar diminuir ao máximo a roupa no meu armário, pois na verdade já não utilizava parte dela há demasiado tempo. Fiquei com o armário “vazio”, comparativamente ao que estava. Com muitos espaços vazios, algo que eu sei que incomoda muita gente, mas para mim não é nada de especial. Porque agora o meu armário é eficiente e tem as peças que me definem. Tem tudo o que eu preciso e está organizado de forma a que escolher o que vou vestir não tenha de ser uma dor de cabeça logo pela manhã.

Estou a trabalhar na construção de um armário cápsula, algo que tenciono atingir até ao fim deste ano. Contudo sei que é um processo demorado e que não convém muito tentar acelerar. Por isso, o primeiro passo já foi dado e agora tenho uma boa base para avançar.

E vocês? Costumam fazer limpeza ao vosso armário na primavera?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

<span>%d</span> bloggers like this: