A minha pequena “biblioteca culinária”

Estes dias de confinamento têm-me feito pensar nos assuntos mais aleatórios sobre a minha vida. Pode ser o tédio a falar mais alto, mas por vezes dou por mim a olhar para o teto e a pensar em tudo e em nada. A saborear um latte e a deixar-me perder nos pensamentos que quase sempre seguem sem rumo certo.

Debato pequenos detalhes da minha vida, enfrento os diversos “e ses” consequentes de todas as decisões por mim tomadas e quase sempre dou por mim a dizer: «Mas porque carga de água é que tu estás a pensar nisto!».

Foi num desses momentos de introspeção que me questionei: «Como é que te apaixonaste pela culinária? O que é que te levou a criar tanto interesse pela cozinha?».

É engraçado, como nunca me tinha dado ao trabalho de pensar sobre isto. Assumira sempre que gostava de cozinhar, mas nunca me havia questionado como é que tal tinha surgido ou o que me levara a querer, sequer, enveredar pelo mundo das receitas.

Olhando para trás no tempo, eu cresci numa família que sempre se deu a invenções culinárias. Os meus pais eram mestres da invenção de novas sobremesas e as minhas avós eram as duas cozinheiras irrepreensíveis. Desde cedo que me deixaram ajudar na cozinha, fosse a bater bolos ou a raspar os restos da massa das terrinas. Eu tinha o meu próprio avental e conjuntos de panelinhas a imitar as dos adultos. Para além de que os nossos momentos familiares de conversa e risos foram, maioritariamente, passados em volta da mesa, a apreciar uma boa refeição.

Analisando bem a questão, o bichinho sempre esteve presente, de forma camuflada. A influência dos que me rodeavam, levou-me de forma natural a apaixonar-me pela cozinha e pela magia que pode acontecer com os ingredientes certos.

Nessa parafernália de pensamentos sobre o tema é que me lembrei de algo. Algo que já não pensava há muitos anos e que deixara esquecido na minha mente. Um livro de receitas. Não um livro qualquer. O meu primeiro livro de receitas. Um livro que me havia sido dado quando eu era ainda criança, tinha provavelmente uns cinco anos, se tanto, e ainda os meus pais não me permitiam aventurar-me sozinha na cozinha.

Foi nesse momento que me dediquei a juntar num só lugar todos os livros de culinária que havia colecionado desde esse primeiro. Não tenho muitos, maior parte foram oferecidos, só alguns foram usados até à exaustão, outros esperam pela oportunidade de serem propriamente estudados. Mas todos ocupam um lugar especial na prateleira.

Por isso, decidi partilhar convosco a minha pequena biblioteca culinária, por ordem cronológica, pois afinal foi com esse primeiro livro de receitas que tudo começou.

Estes são os livros atuais do meu setor de “culinária”. De todos eles já experimentei receitas que me encantaram. Alguns estão quase rompidos, outros nem por isso, mas isso está prestes a mudar. Haverá novidades sobre este assunto dentro em breve.

E vocês, que livros de cozinha têm? Qual o vosso preferido?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: