Objetivos para 2021

No início de 2020, perguntei-me para onde tinha fugido o tempo em 2019. Senti que não tinha aproveitado o suficiente e que deveria ter feito mais. Com o início do novo ano estipulei novos objetivos, queria fazer mais e melhor por mim. Coloquei tudo por escrito e deixei bem definido qual o caminho que queria seguir. No fim de contas, não cumpri com nada, ou praticamente nada.

Podia apontar o dedo à situação pandémica, gritar com o vírus e atirar-lhe com as culpas, mas não seria correto. Apesar de que em parte ele possa ter sido o motivo pelo qual tudo mudou. 2020 foi um ano frustrante, triste, atípico e abanou muito comigo. A quem é que não abanou, não é verdade? Deixou-me desmotivada e deixei de me importar em parte com objetivos que me pareciam tão sem importância no meio de tudo o que se estava a passar.

Quase no fim do ano consegui tomar rédeas, tentei voltar à tona e permiti-me voltar a respirar.

Olhei para o ano de 2020 com outros olhos, procurei ver as coisas por outra perspetiva e arranjar forma de contornar os obstáculos. Decidi guardar as pedras que fui encontrando no caminho, com o objetivo de mais tarde ser capaz de construir um castelo com elas.

Como já vos expliquei 2020 não foi de todo o meu ano, mas foi a alavanca para que melhores tempos venham. Com medo do que se avizinha neste ano que hoje começa, mas com esperança que tudo se torne melhor, tracei novos objetivos para 2021. Objetivos que parecem gerais e clichés, mas que para mim não o são. Não temos de ter objetivos super fora da caixa para serem objetivos válidos, têm sim de ser importantes para nós e trazer-nos algo de bom para o futuro.

Este ano tracei objetivos semelhantes aos do ano passado, mas todos eles têm um fim comum: a minha felicidade. Acho que é o que os torna tão especiais, pois no fim, se tudo o resto falhar e eu for feliz, já acho que valeu a pena.

Sem mais demoras, em 2021 pretendo:

1.

TRATAR MELHOR DE MIM

Os gregos lá tinham a sua razão quando diziam que era necessário “ter mente sã em corpo são”. 2020 foi um ano complicado para mim no que diz respeito a dores de corpo e de ossos. Surgiu-me uma complicação na perna esquerda que deu e dá comigo em louca quase todos os dias. Contudo, sei o que tenho de fazer para que a situação melhore e isso implica tratar melhor de mim, tanto no que diz respeito ao que como, como à minha sedentariedade.

Para além do corpo, a minha mente foi posta à prova ao longo do ano e houve alturas em que pensei que nada iria melhorar. Cheguei ao estado em que tudo era negativo, tudo estava mal e cheguei mesmo a duvidar de mim e das minhas capacidades. Isso é errado e quando despertei para o que estava a acontecer, tomei rédeas e parei a carruagem. Não me reconheci, eu não era assim e não ia deixar a situação arrastar-se muito mais tempo. Sinto-me frustrada com a vida? Pois muito bem, tinha de fazer algo para mudar isso, em vez de me sentar a choramingar pelos cantos. Se tomar decisões que comprometem o resto da vida é difícil? É, mas como a minha avó diz “Quem muda, Deus ajuda».

Por isso, em 2021, pretendo tratar melhor de mim, tanto ao nível físico como mental.

2.

INVESTIR MAIS EM MIM

O caminho para a felicidade não é linear, o caminho para o sucesso pessoal também não. Não é só estalar os dedos para alcançarmos os nossos sonhos e objetivos, é preciso percorrer uma estrada cheia de curvas e contracurvas, com buracos e, de vez em quando, com becos sem saída. Se fosse fácil, não tinha piada, pelo que este ano decidi que vou investir nesta viagem sem ter medo. Vou dar tudo e desfrutar ao máximo dela.

Vou lançar-me ao mar sem medo e acreditar mais em mim e naquilo de que sou capaz. Este é o ano de investir em mim. De me dedicar aos meus projetos e sonhos. De tentar voar mais alto e tentar alcançar aquilo que vejo como sendo o meu futuro.

Este é o meu objetivo mais ambicioso e o qual tenho de ser vaga também. Afinal, nem todos os objetivos devem ser partilhados, ” o segredo está na alma do negócio”.

3.

DEDICAR MAIS TEMPO AO QUE ME FAZ FELIZ

Seja o café com amigos, passeios de mão dada pela cidade, aquele jantar no restaurante especial, aquelas idas até à montanha ou até à praia, às noites de cinema em família… Este ano vou dedicar mais do meu tempo a estas pequenas grandes coisas que me fazem mais feliz.

Tão simples quanto isso!

Estes são os meus objetivos para 2021, simples e eficazes. E vocês? Já traçaram os vossos ou são daquelas pessoas que não acreditam em traçar objetivos?

  1. Olá! Gostei dos teus objetivos: simples e passíveis de serem concretizados. 🙂 Costumava traçar objetivos, mas já há dois anos que deixei de o fazer. Nem sei porquê… Bom Ano!!

    Gostar

Deixe uma Resposta para Sandra Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: