OPHELIA’S 2020 AWARDS

Um nome todo ele ostentação, mas que não passa de uma pequena brincadeira que pretendo realizar no final dos próximos anos também. O Ophelia’s 2020 Awards é um artigo dedicado a “premiar” ou nomear os meus preferidos do ano que está prestes a findar.

Na base, funciona como um “Favoritos de 2020”, mas o nome é mais sofisticado. Tenho algumas categorias que gostava de partilhar convosco e sem mais demoras passaremos para os “vencedores” desta “entrega de prémios”.

MELHOR RECEITA

Em 2020 partilhei convosco cerca de 28 receitas. Adorei todas, caso contrário não as partilhava aqui, contudo existe sempre alguma que nos enche mais o coração. Este ano essa receita foi a minha receita de Sopa de Cebola Francesa. Eu adoro esta receita e apesar de poder referir um dos muitos doces pelos quais me apaixonei este ano, esta receita foi a que mais me aqueceu o coração.

MELHOR CAFÉ / PASTELARIA

Eu adoro experimentar e conhecer lugares novos, em 2020 não foi possível visitar tantos quanto queria, mas dos que visitei, houve um que me ficou marcado. Senti-me como uma menina a entrar num mundo encantado. A montra com que me deparei assim que entrei na loja levou-me para o paraíso dos cheesecakes. De todos os tamanhos, formas, cores e sabores. Havia uma panóplia de escolhas que nos fazem questionar se não conseguiríamos provar tudo, mesmo os doces que nada tinham a ver com cheesecakes. The Cheesecake Story é uma agradável pastelaria em Braga, que fica perto do Arco da Porta Nova. Eu fui lá no verão e minha nossa, tenho de lá voltar, porque falta-me experimentar os trinta mil e um sabores que não provei. Recomendo vivamente que visitem, não se vão arrepender.

MELHOR RESTAURANTE

Eu este ano não almocei ou jantei muitas vezes fora, mas as vezes que o fiz lembro-me de ter adorado tudo. Mas houve um restaurante de onde saí a pensar que devia ter levado umas calças elásticas. Um restaurante de onde saí saciada, satisfeita e com um grande sorriso na cara. Este restaurante é o Honorato, um restaurante de hambúrgueres artesanais. Eu visitei o do Porto, que fica perto dos Clérigos, mas segundo as redes sociais também existe em Lisboa e em Coimbra. O hambúrguer estava fabuloso e a cerveja que o acompanhou era muito boa. O ambiente era muito agradável e o atendimento foi cinco estrelas.

MELHOR “DESCOBERTA CULINÁRIA”

Uns vão achar que perdi a cabeça. Outros vão pensar: «Só agora?!». Mas para todos os que mandam as mãos à cabeça e se questionam de todas as formas, a minha resposta é «Sim, eu só provei caracóis aos 24 anos e não entendo como nunca antes lhes dei uma hipótese». Foi durante uma caminhada ao passar pelos barcos de pescadores em Lavra que me deu uma epifania de que queria provar caracóis. Sim, caracóis, aquele petisco que tanto se vende em tascas por todo o país. Então comprei um saco e o meu pai preparou a receita dele. Minha nossa, como aquilo é bom, nojento, mas bom. Nunca pensei em 24 anos vir a provar este petisco, mas ainda bem que o fiz.

MELHOR LUGAR

Este ano não visitei tantos quanto queria, todavia os que visitei surpreenderam-me e torna-se um pouco difícil para mim decidir qual o melhor. Contudo, houve um que eu gostei mais e me surpreendeu de várias maneiras, ao ponto de querer regressar e explorar ainda mais. Esse lugar foi Amarante. Se ainda não conhecem, recomendo que visitem e podem ler sobre a minha visita a este lugar incrível aqui.

MELHOR LIVRO

Este ano desafiei-me a ler mais, para voltar a ganhar o meu ritmo de leitura. Porque ler alimenta não só a alma, como enriquece a escrita e a criatividade. Li treze livros e um deles cativou-me muito mais do que os restantes, tal como se podem aperceber neste artigo. Este livro prendeu-me, deixou-me com expectativas sobre o que viria a seguir. Já não me lembrava de um livro que me tivesse cativado desta forma, pelo que tinha de o “premiar” nos OPHELIA’S 2020 AWARDS. O livro é «Uma Mulher em Fuga» de Lesley Pearse.

MELHOR FILME

Este ano foi difícil de selecionar um único filme, mas o meu preferido foi a versão live action da Mulan. Ou não fosse eu uma fã da Disney desde que me lembro. Esta versão surpreendeu-me pela positiva, pois não se limitou a ser uma cópia do filme de animação, como quase todos os outros live action da Disney. Este filme reinventou-se e foi uma verdadeira surpresa. Já o vi três vezes desde que estreou e ainda não me dei por satisfeita. Recomendo vivamente a que o vejam.

MELHOR SÉRIE

Em 2017, graças à Netflix, descobri todo um novo mundo de séries e enredos. Apaixonei-me pela produção asiática e de séries sul coreanas, a chinesas, japonesas e tailandesas, já vi um pouco de tudo. No total vi 30 séries diferentes. Umas na Netflix, outras no Viki Rakuten, este ano a série que mais me surpreendeu foi a Black, vi-a no início do ano e adorei. Sombria, com uma boa pitada de humor e uma história que nos faz querer devorar um episódio a seguir ao outro. A história está incrível e o fim é perfeito. Podem assistir na Netflix!

MELHORES CONTAS DE INSTAGRAM

Pensei muito sobre se iria fazer esta categoria ou não, contudo este ano descobri duas contas que me fazem sorrir sempre, mesmo nos dias em que não me parece haver motivos para tal. As contas são a @homestoriespt e a @madalena_abecasis. A Home Stories é uma conta onde nos podemos inspirar graças aos projetos da Tânia, como também nos podemos deliciar com a pequena Madalena e Mariana que são as protagonistas dos stories mais fofos de sempre. Quanto à Madalena Abecasis, para além de me rir à brava com algumas descrições das fotos dela, também me divirto a ver os stories da Júlia e do Zé, que são um verdadeiro deleite.

MELHOR FOOD BLOGGER

Sigo muitos blogs, instagrams e canais de youtube de culinária. Gosto de me manter a par daquilo que os outros fazem, de me inspirar e muitas vezes, apenas de ficar a olhar para as fotografias e ficar a salivar. Este ano segui alguns muito interessantes, mas a que mais se destacou foi a Teresa Cameira do blog «A Cozinha da Ovelha Negra». Para além de um blog repleto de receitas apetitosas, ela também tem uma conta de Instagram inspiradora e “deliciosa”.

E aqui estão os primeiros OPHELIA’S AWARDS. Estes foram os “vencedores” de 2020 e para o ano há mais. Este foi um ano de grandes descobertas para mim, grandes desafios e criações, espero que 2021 traga tantas ou mais conquistas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: