Livros de 2020 (A lista final)

No ínicio do ano partilhei convosco que um dos meus “grandes” objetivos de 2020 era voltar a ler mais. Afinal durante anos devorei livros, coleções atrás de coleções, lia noite dentro e era capaz de nunca me cansar.

Depois, simplesmente, do nada, perdi-lhe o ritmo, a vontade, fiquei preguiçosa e limitava-me a ler aquilo que era obrigada. Lia os manuais necessários para a universidade, livros de pesquisa do âmbito do crescimento pessoal, mas deixei de alimentar a minha mente com as ficções e romances de que tanto gostava.

Num total de cinco ou seis anos se li uma mão cheia de romances novos, ou seja, que nunca lera antes, já se pode considerar que foi muito. Não me gabo, aliás é com vergonha que o admito. Considero que a leitura frequente é um dos melhores ingredientes para uma fala e escrita fluentes e um estímulo para a criatividade. Ler faz-nos voar mais longe, viajar pelas palavras de um autor que nos leva até novos mundos, nos faz conhecer novas culturas, personagens e enredos.

Ler é um antídoto para a vida real e este ano, nem eu sabia, o quão benvindo seria.

Propus-me a ler um mínimo de 24 livros e posso admiti-lo aqui, para todos os que estiverem a ler isto, que nem lá perto cheguei. Li um total de 12 novos livros, quase 13, mas até ao momento ainda não o consegui terminar.

Da lista que tinha, alguns nem li e passo-os desta forma para a lista de livros de 2021 que partilharei convosco, em breve.

Visitei mundos alternativos, tempos distantes, histórias tristes, histórias que nos fazem pensar na vida, conheci seres fantásticos e todos eles me trouxeram de volta o bichinho da leitura que vivera em mim, quando era mais nova. A minha mini biblioteca pessoal agradeceu o upgrade e agora anseia por mais livros.

Por isso, partilho convosco aquela que foi no fim a lista de livros de 2020 e a classificação de 0 a 10 que dou aos livros. Não vou partilhar convosco sinopses, pois se clicarem em cada título serão redirecionados para o site da WOOK, onde poderão ler tudo sobre o livro e a sua história. E não, não é um post patrocinado, se bem que não me importava nada que o fosse. A minha carteira agradecia.

1. O Senhor ( E. L. James)

A este livro dou-lhe um 6.

A história até era interessante, não fosse a forma direta e pouco elegante da escrita, com a qual não me identifico muito. Gosto das coisas um pouco mais romantizadas, por isso esta avaliação tem um cunho do meu gosto pessoal.

2. Sensibilidade e Bom Senso (Jane Austen)

A este livro dou-lhe um 9.

Apesar de ser uma fã de Jane Austen, este livro ainda não conseguiu bater o Orgulho e Preconceito, que é para já, na minha perspetiva o melhor da autora. Mas a ver vamos se algum outro da autora o baterá um dia.

3. Tempo Fora do Tempo (Sherrilyn Kenyon)

A este livro dou-lhe um 8.

Já não me lembrava de um livro de ficção fantástica que me deixasse completamente viciada e a verdade é que nem eu vos consigo explicar muito bem porquê. Porque a história nem combinava muito bem comigo e estava reticente, contudo eu li-o em dois dias. Estava sempre a querer saber o que iria acontecer a seguir. Um bom livro para quem gosta de livros sobre o fantástico.

4. O Príncipe Cruel (Holly Black)

A este livro dou-lhe um 8.

Uma visão diferente sobre o mundo das fadas. Uma história negra, intrigante e cativante. O primeiro livro de uma trilogia, que pondero colecionar. Mais um livro incrível para quem gosta de livros sobre o fantástico.

5. Dear Evan Hansen (Justin Paul, Benj Pasek, Steven Levenson e Val Emmich)

A este livro dou-lhe um 9.

Já conhecia as músicas todas do musical. Cantava-as supondo qual seria na verdade a história e o seu enquadramento, mas a verdade é que não as compreendia até ler o livro. Lindo, de levar as lágrimas aos olhos e percebermos como as nossas palavras e pequenas ações podem ter um poder tão grande na vida dos outros. Um abre olhos para a realidade de muitos adolescentes por esse mundo fora. Lindo.

6. Outlander : Nas Asas do Tempo (Diana Gabaldon)

A este livro dou-lhe um 8.

Comecei a ver a série ainda ela nem sequer andava nas bocas do mundo. Devorei-a numa semana e esperei um ano pela temporada seguinte. Deram-me este livro por ser fã da série e nunca lhe tinha pegado verdadeiramente até este ano. Li-o nas férias com os meus pais, na praia. Preferi-o à série, a história é mais crua no livro e gosto de alguns pormenores que não são sequer contemplados na série. Por isso para todos os fãs da série, recomendo que leiam os livros, vão adorar. Eu sei que este é o primeiro de muitos na minha prateleira.

7. Se Me pudesses ver agora (Cecília Ahern)

A este livro dou-lhe um 9.

Só a Cecilia Ahern e a Jane Austen, nunca desiludem. Este livro é lindo e mais uma vez, o enredo é fabuloso. A autora consegue transformar-se de história para história e desde que li o «PS: Amo-te» e «O Livro do Amanhã», que continuo a procurar conhecer mais o trabalho da autora. Adorei.

8. Crescendo (Becca Fitzpatrick)

A este livro dou-lhe um 7.

Li o primeiro livro «Hush Hush» faz uns anos. Lembro-me de que o li numa noite, porque adorei o livro. Voltei a relê-lo este ano e aproveitei uma super promoção de 50% da Wook (mais uma vez, não patrocina este post, mas eu adorava que o fizesse) e comprei a coleção toda. Este segundo livro, não é tão bom quanto o primeiro, mas não lhe fica muito atrás. Talvez o facto de eu já não ser aquela adolescente, seja um ponto importante na equação.

9. Silêncio (Becca Fitzpatrick)

A este livro dou-lhe um 8.

Eu disse-vos que comprei a coleção toda, por isso cá vai a avaliação do terceiro livro da saga. Foi um pouco mais emocionante do que o segundo e fez-me recordar um pouco mais o primeiro livro. Devorei-o numa noite. Talvez ainda haja um pouco de adolescente em mim, no fim de contas.

10. Finale (Becca Fitzpatrick)

A este livro dou-lhe um 7.

Não tão incrível como o anterior, mas mesmo assim manteve-se na fasquia do segundo livro da saga. O fim era mais ou menos previsível, talvez por isso não tenha gostado assim tanto quanto o primeiro e o terceiro livro.

11. Uma Mulher em Fuga (Lesley Pearse)

A este livro dou-lhe um 10.

AMEI. Sim, eu simplesmente amei toda a história. Todas as reviravoltas, as questões que nos obrigam a ler capítulo atrás de capítulo. Apaixonante, um romance que me envolveu como nenhum outro deste ano. AMEI.

12. Criaturas Maravilhosas (Margaret Stohl e Kami Garcia)

A este livro dou-lhe um 7.

Não foi entediante, mas também nada de outro mundo. Contudo não foi mau, por isso não lhe posso dar menos de 7. Não me convenceu a ler os restantes livros da saga, apesar de que não gosto de ficar com histórias a meio. Por isso, ainda é algo a pensar…

E aqui está, a lista de 2020, os livros que efetivamente foram lidos. Não tardarei a apresentar-vos a lista para 2021, pode ser que para o ano a Wook me patrocine a leitura (brincadeira, mas não me importava).

E vocês, que livros leram em 2020? Pode ser que me inspirem na lista para 2021!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: