Galette de Reis (Galette des Rois)

Em tempos que parecem pertencer a um passado longínquo, havia um doce de Natal e de Reis que apesar de não ser um dos meus preferidos, era o que me deixava mais entusiasmada nas festa, a Galette de Reis. Uma simples tarte folhada de amêndoa, que trazia um brinde ou fava no seu interior.

A Galette de Reis é um doce tradicional francês que é normalmente consumido no dia de Reis, dia 6 de janeiro. Contudo, na casa da minha avó é um doce que não pode faltar também no Natal. Segundo a tradição francesa, a galette deveria ser cortada consoante o número de pessoas presentes e distribuída de forma aleatória. Quem tivesse a sorte de encontrar a fava / ou brinde na sua fatia, seria coroado rei, tendo direito à coroa de papelão que envolve a tarte e, também, teria de providenciar a galette do ano seguinte.

Em França, havia mesmo quem colecionasse os bonecos (brinde / fava) como símbolos de sorte. Isto, está claro, num tempo em que o mundo não era obcecado com as normas de segurança e uma criança podia ser feliz procurando um pequeno brinde no recheio da comida. Agora como se pode partir um dentinho a fazê-lo, o brinde já vem fora do recheio e já não há aquela magia de não se saber quem é que terá a sorte de o encontrar.

Com o avançar dos anos e com a evolução constante do meu paladar, tornei-me uma apreciadora desta sobremesa e este ano decidi que iria tentar a minha sorte e recriá-la em casa. A receita ficou no ponto à primeira tentativa, estava tão deliciosa que decidi que estava pronta para a partilhar convosco aqui.

A receita é extremamente simples e à prova de totós, acreditem em mim. Não vamos fazer massas folhadas caseiras, pois não há necessidade e acreditem em mim quando vos digo que fica igualmente incrível.

Para recriarem esta receita vão precisar de:

  • 2 embalagens de massa folhada redonda
  • 150 g de amêndoa ralada
  • 2 ovos + 1 gema
  • 100 g de manteiga
  • 125 g de açúcar

Como fazer:

Forram a tarteira com uma folha de massa folhada e com um garfo, picam-na bem, para que não cresça.

Entretanto, numa taça com a ajuda de uma varinha de arames, mistura-se a amêndoa ralada, a manteiga previamente derretida, o açúcar e os dois ovos, até que esteja bem homogéneo.

Verta a mistura de amêndoa sobre a massa folhada com que forrou a tarteira.

Pique com o garfo a segunda folha de massa folhada, cubra a tarteira com ela e una as duas massas folhadas, da forma que entender, só tem de garantir que estão unidas, o efeito que criam é completamente opcional.

Bate-se a gema e pincela-se o topo da tarte com ela.

Leva-se ao forno pré-aquecido a 180º, durante 30 minutos e está pronto.

Uma receita extremamente simples como podem verificar. Incrivelmente deliciosa e que o vai surpreender!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: