Açorda de Bacalhau

Cozinhar para mim sempre foi como um exercício de relaxamento e uma terapia para a alma. Todavia, nem sempre tenho tempo de me poder demorar e apreciar ao máximo os meus momentos culinários ao longo da semana.

Até ao momento, limitava-me a trabalhar mais as minhas capacidades culinárias ao fim-de-semana. Aliás houve tempos em que os domingos eram dias sagrados de novas receitas de sobremesas. Nos últimos tempos, pelo motivo infeliz que tem assombrado o mundo, tenho tido mais tempo ao longo da semana para experimentar novas receitas.

Como já referi antes aqui no blog, ao trabalhar a partir de casa, tenho conseguido dedicar-me à preparação do jantar, como já não fazia há algum tempo. Decido a ementa na minha pausa a meio da manhã e é conforme o que me aparece no congelador.

Há uns dias, estava a vasculhar o congelador e deparei-me com um saco de bacalhau desfiado. Não sabia o que ia cozinhar, apenas sabia que o prato levaria bacalhau. Peguei no meu Bullet Journal e procurei entre os muitos pratos que gostaria de fazer, um que levasse bacalhau e optei pela Açorda de Bacalhau.

A açorda é um prato muito fácil de preparar, requer poucos alimentos e é ótimo para aproveitar o pão mais duro que sobra dos dias anteriores. Além disso é um prato muito económico e pode ser preparado com outros ingredientes que não o bacalhau, como por exemplo outro peixe, marisco, carnes, enchidos, mas este é sem dúvida o meu preferido.

Sempre adorei açorda, mas nunca a preparei. Para quê tentar cozinhar um prato que a minha mãe faz tão bem? Estou a brincar e ao mesmo tempo não estou. Há pratos que por norma não tenho curiosidade de aprender, porque adoro-os quando preparados por ela. Desta vez, decidi experimentar e o resultado foi fenomenal.

Para recriar esta receita vão precisar de:

  • 500 gr de pão
  • 400 gr de bacalhau desfiado demolhado
  • Água q.b.
  • 6 dentes de alho
  • Azeite q.b.
  • 1 colher de chá de salsa moída
  • Sal q.b.
  • Pimenta preta q.b.
  • 4 ovos
  • Pickles (opcional)
  • Tomate cherry (opcional)

Como fazer:

  1. Numa panela, cubra o bacalhau com água e deixe-o cozinhar . Tapa-se a panela e cozinha-se durante 15 minutos.
  2. Enquanto o bacalhau cozinha, corta-se o pão em pedaços mais pequenos e reserva-se.
  3. Numa panela alta, cobre-se o fundo com azeite e aloura-se os alhos picados. Junta-se então o pão e mexe-se para que o pão frite ao de leve.
  4. Coa-se o bacalhau, guardando a água da cozedura para mais tarde.
  5. Junta-se o bacalhau ao pão e envolve-se tudo muito bem. Chegou a altura de misturar a água ao pão e ao bacalhau. Envolve-se tudo com uma colher de pau e pão vai começar a desfazer-se e a tornar-se numa papa, é mesmo isso que se quer.
  6. Tempera-se com sal, salsa moída e pimenta preta a gosto.
  7. Coloca-se o lume no mínimo e mistura-se ovo por ovo de forma enérgica com a ajuda de uma colher de pau ou de uma varinha de arames.
  8. Retira-se do lume e está pronto. Para quem gostar de um toque contrastante na comida, sugiro que experimentem ou com tomate cherry ou com pickles. A mistura é simplesmente incrível.

Um prato que parece mais complicado do que realmente é. Apesar de ser um prato um pouco deslavado ao nível da cor, a açorda é simplesmente deliciosa e repleta de sabor. Se nunca provaram, sugiro que o façam, não se vão arrepender.

E tu, és um fã de açorda ou nunca experimentaste?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: