3 Ideias para um São Valentim em modo Low Budget

Com o início do mês de Fevereiro, a minha caixa de entrada do email explodiu com “ofertas especiais” e campanhas publicitárias de atividades para fazer a dois. Desde viagens a lugares paradisíacos e jantares em restaurantes, onde um centímetro cúbico de carne equivale ao valor de um rim e um pulmão no mercado negro, nenhuma das ditas “ofertas especiais” era realmente acessível. Pelo menos não para a carteira de um comum mortal como eu.

Pelo que, apesar de achar que o dia dos namorados deve ser celebrado todos os dias ao longo do relacionamento, venho partilhar convosco três ideias para conseguirem sobreviver ao dia de São Valentim sem rebentar com os orçamentos e sem terem de vender os vossos orgãos.

Muitas das ideias podem parecer cliché ou pouco originais, contudo são ideias bastante reais, acessíveis e, acima de tudo, muito pessoais. Não envolvem multidões, nem filas de espera para entrar nos cinemas ou conseguir uma mesa num restaurante, são um bocado desenhadas à minha medida.

1.

“PIQUENIQUE” OU REFEIÇÃO CASEIRA

No primeiro dia de São Valentim com o meu namorado, éramos dois universitários falidos e queríamos festejar como os outros casais. Queríamos ir jantar fora e ver um dos filmes românticos em cartaz no cinema, mas só tínhamos dinheiro para uma das coisas. Optamos por gastar o dinheiro no cinema (que acabou por se revelar um fiasco) e decidimos fazer um piquenique no carro.

Ele preparou uns crepes salgados e eu fiz uma carne bolonhesa. Montamos a tenda na parte da frente do carro dele, no parque de estacionamento do centro comercial. De toalha no colo, tupperware no tablier do carro e uma garrafa com Sunquick de laranja equilibrado na porta do porta-luvas, com o som de uma das bandas preferidas dele da altura de fundo. Simples, muito nosso, muito íntimo e inesquecível.

Desfrutamos de uma refeição caseira, no lugar mais improvável e da forma que conseguimos, mas a verdade é que foi perfeita. Tão perfeita que ainda nos dias de hoje, passados cinco anos ainda recordamos aquele dia e só nos recordamos como o jantar foi fabuloso e o filme intragável.

Por isso, quer seja piquenique no sítio mais aleatório ou uma refeição caseira mais aprimorada, esta é uma forma mais económica e pessoal de celebrar este dia com a vossa cara metade.

2.

SESSÃO DE CINEMA CASEIRO

Apesar de agora o cinema se ter tornado numa atividade bastante acessível, com as campanhas de dois bilhetes pelo preço de um. Se pensarem nas filas para comprar os bilhetes, depois a fila para comprar as pipocas e, por fim, na quantidade de gente que vai estar convosco na sala do cinema, começam a pensar se vos compensa mesmo a canseira e o investimento.

Uma sessão de cinema caseiro é uma boa alternativa e igualmente romântica. Pode haver pipocas e refrigerantes, pode haver chocolates e bolachas, afinal vocês estão em casa e com uma quantidade infindável de snacks ao vosso alcance. Para além disso, não vos custam a módica quantia do ouro. Exagero, talvez, mas um pacotinho de pipocas e uma coca-cola, onde metade é gelo, custar por volta de 6 euros é um exagero.

Pelo que em noites como a do dia 14 de Fevereiro, graças à minha primeira experiência, evito ao máximo as salas de cinema. Prefiro escolher um dos triliões de filmes de comédia romântica já existentes e preparar um saco de pipocas e uns outros quantos snacks, acender a lareira e aproveitar a noite de cinema caseira.

3.

PASSEIO À LUZ DAS ESTRELAS

Nesse dia, todos os estabelecimentos comerciais se encontram apinhados por milhares de outros casais, pelo que mesmo sendo uma altura mais fresquinha para passear na rua, eu pessoalmente prefiro.

Passear de mão dada dentro do bolso do casaco dele, com os casacos fechados até ao nariz, pelas ruas quase desertas, a conversar em ziguezagues pela cidade, é um dos meus passeios preferidos. O inverno concede-lhe um certo romance extra que eu não consigo explicar.

Pelo que é uma boa alternativa aos shoppings e à confusão.

Estas são as minhas três ideias para saboreares o dia de São Valentim sem rebentar com os orçamentos. São clichés, mas nunca saem de moda. São alternativas mais pessoais e em que vocês conseguem conviver e apreciar o momento com o vosso parceiro, sem terem o barulho e a confusão como pano de fundo do vosso encontro.

A celebrar o dia, que seja de uma forma romântica e a apreciar a companhia um do outro na sua essência.

Estas são as minhas sugestões, mas e quais são as vossas? Como tencionam celebrar o dia de São Valentim?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: